Betse de Paula

Depois de três curtas-metragens, fez seu primeiro longa em 2001, a comédia romântica O casamento de Louise. Em seguida, dirigiu Celeste e estrela, selecionado para a abertura do Festival de Brasília e premiado no festival Cinesul 2003.

Seu primeiro curta foi S.O.S. Brunet e o segundo, Por dúvida das vias, recebeu o prêmio de melhor curta segundo o júri popular do Festival de Gramado. Com Feliz aniversário, Urbana, recebeu os prêmios de interpretação feminina e trilha sonora do Festival de Brasília.

Em 1999, realizou dois curtas, Leo-1313, e The book is on the table. Filha do cineasta Zelito Viana, antes de dirigir seu primeiro filme trabalhou em outras funções no cinema, principalmente como assistente de direção. Após três longas de ficção no gênero comédia O casamento de Louise, Celeste e estrela e Vendo ou alugo, Betse investe em retratos cinematográficos de Sebastião Salgado, Alice Gonzaga e Antonieta Campos.

Com Zelito, funda a Floresta Filmes com sede no interior da Bahia.

Fechar Menu