Augusto Boal e o Teatro do Oprimido (longa-metragem)

Ficção, longa-metragem, 2010 (produção), 2010 (lançamento)

Sinopse
Uma produção da Mapa Filmes do Brasil, narra a trajetória do teatrólogo Augusto Boal desde o início de sua carreira no teatro de Arena de São Paulo até 2010. Em paralelo, o filme mostra a evolução do Teatro do Oprimido, em plena atividade em 72 países desde a década de 70. A filosofia de trabalho consiste em romper a barreira entre o
ator e o público propondo uma ação política libertadora. Seu trabalho com as
artes cênicas, como diretor e autor, se caracteriza pela crença no teatro como
meio de transformação subjetiva do ser humano e de transformação objetiva da
sociedade. Este é o ponto de partida para o Teatro do Oprimido, onde o
espectador adquire voz e movimento, som e cor, e pode exprimir desejos e ideias.
Registrar esta trajetória e imortalizar o trabalho de uma vida por meio do
cinema, valorizando nosso maior dramaturgo é o que motivou a Mapa Filmes a
realizar este projeto, pois uma biografia desta magnitude não poderia ser
esquecida e nem deixar de ser divulgada.

 

Ficha técnica
Diretor: Zelito Viana
Produtor executivo: Vera de Paula         
Roteirista: Zelito Viana 
Diretor de fotografia: Walter Carvalho  
Som direto: Francis Hime            
Editor: Aruanã Cavalleiro
Finalização: Aarão Marins – Uma Turma
Diretor de arte: Claudia Duarte

Fechar Menu